Textos do Hugo

Houve um tempo

Houve um tempo em que eu vivia de agradar os outros. Eu achava que eu tinha que ser tudo o que queriam que eu fosse… Achava que estar bem comigo mesmo era seguir conceitos impostos por sei lá quem. Certo e errado duelavam dentro de mim, duas forças contrárias e absurdamente violentas. Meus ouvidos estavam abertos para os pensamentos alheios, mas nunca tinha parado para ouvir a voz dos meus próprios pensamentos. Certo e errado, a meu ver, são relativos. Verdade por verdade, eu ficava com a dos outros, pois julgava que a verdade alheia certamente era mais inteligente que a minha… Até descobrir que inteligência é uma coisa e sabedoria é outra. Houve um tempo… E este tempo não volta mais, graças a Deus, porque à custa de sofrimentos e decepções inerentes à vida humana, descobri que verdade por verdade devo ficar com a minha, pois é ela que faz vibrar a minha alma, traz vontade de viver, sorrir e amar. Conceitos e opiniões pré-determinadas são ótimos para serem ouvidos e refletidos, mas nem sempre se encaixam no meu jeito único de ser, afinal de contas, ninguém é igual a ninguém, todos somos únicos. Então concluo que hoje vivo o tempo de agradar a mim mesmo, agradar os meus desejos, minhas vontades, meus sonhos… Pois a verdade é que ninguém, a não ser eu mesmo, viverá para me agradar.

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *