Textos do Hugo

Não sei o que fazer, mas isso não me incomoda

Você já reparou que ultimamente todo mundo tem que ter certeza de tudo que está fazendo na vida? Certeza da profissão que vai escolher, certeza do que sente, certeza do que está dizendo, certeza do que está pensando, e por aí vai… Perdemos o direito de ter dúvida…

Puxa vida, eu sou humano, às vezes quero tempo pra pensar e refletir sobre tudo o que fiz, sobre os tropeços, sobre as alegrias… Tempo pra saber quem eu sou, tempo pra olhar dentro de mim e tentar entender esse turbilhão de emoções e vontades. Eu fico muito incomodado com essa mania que as pessoas tem de exigir que a gente tenha certeza de tudo. Como posso tomar decisões pra vida inteira, se não sei nem se estarei vivo amanhã?! Quero o direito de dizer: ‘Eu ainda não sei o que fazer. Eu ainda não sei que decisão devo tomar.’ Quero o direito de recomeçar quantas vezes forem necessárias, sem me preocupar se alguém gosta ou não do que estou fazendo.

Talvez eu precise apenas de um carinho, um ombro amigo, um abraço sincero… E não de um dedo apontado para a minha cara, cobrando-me certezas que ainda não posso dar. A única certeza que tenho agora é a de que estou vivo e pronto para aproveitar cada momento especial que surgir pelo caminho… Pronto para aprender todas as lições que a vida queira me dar. Não exija de mim a certeza de qual rumo tomar, porque nem sempre estarei pronto para decisões tão definitivas assim.

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *