Textos do Hugo

Quando não sei explicar o que sinto

Sabe, às vezes eu sinto saudades de algo que eu nem sei o que é… Você já sentiu isso? É tipo olhar pro céu da noite e ver aquele monte de estrela brilhando na sombra do universo, absolutamente sozinhas, como se não passassem de um resto de sonhos que não se realizaram. Será que você consegue entender o que quero dizer? Se não conseguiu, tente fazer isso… Tente parar, que seja por um minutinho só, e olhe para o céu da noite, não pense em mais nada, respire fundo e preste atenção na luz das estrelas, naquele silêncio profundo… E faça de conta que está olhando para dentro do seu coração. O universo é uma caixa de mistérios quietos e belos… Igualzinho o coração, afinal de contas, escondemos no peito segredos que jamais teríamos coragem de revelar. Lágrimas esquecidas no tempo, amores assustados com a própria força, saudades daqueles dias que não voltam mais e até mesmo medo dos dias que virão. Quero que você faça isso. E tenho certeza de que você vai se surpreender com o que vai descobrir. E depois, se precisar de alguém para te ouvir, eu estarei aqui.

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *