Textos do Hugo

Sobre o respeito…

Existe um universo imenso dentro de cada um de nós. Espaços vazios, luz, escuridão, cores e mistério. A grande verdade é que ninguém é capaz de saber o que se passa no fundo da alma de quem está ao lado… Portanto ninguém tem o direito de classificar a quem quer que seja como bom ou mau, certo ou errado… Evite classificações. Evite julgamentos. Contente-se em descobrir os mistérios que habitam esse seu coração e liberte-se do hábito de categorizar os que estão ao redor, pois é perda de tempo, é desrespeito. Hoje vivemos a Era em que o respeito é assunto discutido no mundo todo, seja através de grandes movimentos em prol do progresso ou através de crimes e barbaridades contra a humanidade. O fato é que ações em favor do respeito, ou a falta dele, nos conduzem à reflexão. Já compreendemos que jamais haverá uma verdade absoluta e que é nossa obrigação respeitar o semelhante, ainda que seus atos não estejam de acordo com determinados princípios definidos como aceitáveis por uma sociedade ou por uma cultura. O que é bom pra mim pode não ser bom pra você, e vice-versa. O que é admirável para um povo, é abominável para outro. Então simplesmente respeite. Respeitar não é compactuar com posturas e opiniões… Respeitar é dar ao outro o direito de ser quem ele é, afinal de contas a visão que você tem a respeito dele é muito limitada, é parcial demais para tirar conclusões… Você não conhece a história do outro… Você não tem condições de medir os sofrimentos, dores e desilusões pelas quais ele pode ter passado… As leis estão aí para dar conta de quem descumpri-las. É importante que a gente comece a se libertar do hábito cruel de julgar. Abrir a consciência, saber respeitar o espaço e limite dos que convivem com a gente… As palavras nem sempre serão o suficiente para se conquistar respeito, mas a atitude… Contra a atitude não haverá argumentos. O seu exemplo falará por você. Se quer impôr respeito, conquiste-o através dos seus atos e da sua auto-confiança, sempre respeitando a si mesmo e o outro, seja ele quem for.

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *