Textos do Hugo

Quando as coisas não acontecem como eu quero

Olha, eu sei que você não queria que tudo tivesse acabado desse jeito… Eu sei que o sonho não se realizou exatamente da forma como você imaginou… Algumas pessoas foram embora, algumas situações simplesmente mudaram de um dia para o outro. Eu sei que o destino te pegou de surpresa e que talvez você esteja assustado com tudo o que está acontecendo ou com tudo que deixou de acontecer. E quando digo que sei, é porque passei por isso… É porque ainda passo e tento me acertar com essa constante transformação chamada ‘vida’. Acabei me iludindo com expectativas inúteis, muitas coisas se perderam pelo caminho e eu sei que nunca mais poderei reavê-las. Porém, coisas belas e inesperadas surgiram também, e sei que outras surpresas encontrarei. Se quiser deixar que as lágrimas transbordem, estarei aqui para enxugá-las… Permita-se descansar ao menos uma vez na vida. Que a sua lágrima seja um esvair de todo esse cansaço que te pesa. Chore, descanse, acalme-se e não se esqueça de que um novo dia está pra nascer… Quando sentir esse seu coração mais leve e aliviado, o sol raiará no além do horizonte e você sorrirá, porque o recomeço é a recompensa mais valiosa que o destino poderia te dar depois de você ter enfrentado a sombra da dor.

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *