Textos do Hugo

Eu me enganei mais uma vez




Eu apostei todas as fichas, eu quis correr o risco e nem parei pra pensar em consequências. Eu juro pra você que em nenhum momento passou pela minha cabeça a possibilidade de dar errado… Eu acreditei em cada promessa que você me fez.

E de repente, assim de uma hora pra outra, você me jogou esse balde de água fria, sem nem ao menos se preocupar com o sofrimento que poderia me causar. Você deixou que eu pulasse sozinho no precipício que era o nosso amor. O que mais me assusta é a frieza com que você lida com tudo isso… Pra você parece ser tão fácil deixar de amar. É como se não existisse significado algum para tudo o que a gente viveu juntos.

Só agora eu me dei conta de que tudo não passou de uma ilusão! Eu achei que dessa vez eu não estava enganado. Eu cheguei a pensar que tudo estava sob controle!!!! E isso se transformou num turbilhão de emoções… Sinto que existe um vulcão aqui dentro do meu peito, pronto pra entrar em erupção. Eu ainda te amo, não tem como negar. Resta-me apenas esperar que o tempo passe e leve com ele essa febre que arde aqui dentro de mim.

Eu me enganei mais uma vez, eu me deixei levar por um sentimento que furtou a minha razão e me levou até o alto, muito alto, muito além do que as nuvens podem cobrir. Amar você foi uma das melhores coisas que aconteceram na minha vida, sabe por quê?! Eu te respondo: Eu prefiro mil vezes amar sem ser amado do que ser amado e não amar… Talvez isso pode parecer muito confuso pra você, mas o ato de dar amor enobrece a alma, e desse assunto você não entende mesmo. Receber amor é muito bom, mas doar o que de mais puro existe num coração fez de mim um alguém único, especial. Um alguém que acredita que tudo pode ser melhor e que viver vale a pena.

Já você… À você restou o papel egoísta e vergonhoso de receber um amor verdadeiro e descartá-lo feito lixo. Sinceramente? Eu não queria estar na sua pele. Eu sentiria muita vergonha de ser alguém como você.

Eu me enganei. Eu me deixei enganar. Mas ainda assim continuo acreditando que o destino me reserva histórias felizes. Tenho certeza que no mundo existem muitos outros como eu, então basta confiar… Um dia vamos nos encontrar.

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *