Textos do Hugo

Quando sou julgado

Venço os obstáculos, ultrapasso barreiras, supero desafios e mato muitos leões por dia… A verdade é que ninguém tem a capacidade de medir minhas dores, nem de julgar minhas atitudes. Sou resultado dos embates da vida, sou fruto de meu próprio passado e enfrento desafios insuperáveis para os fracos.

Vozes tentam me oprimir. As tentativas de diminuir o meu valor são muitas… Amigos são poucos. Muitas vezes percebo que só posso confiar em mim mesmo… Vivemos num mundo onde a bela palavra pode ocultar uma torpe intenção. É verdade, pessoas estão prontas para apontar dedos e atirar pedras. Gostam de humilhar o diferente, satisfazem-se em pisar e machucar sem dó.

Julgue-me se quiser… Fique à vontade.

Pois estou aqui para dizer que a única pessoa capaz de me vencer, sou eu mesmo. Eu me venço a cada dia, sempre para a melhor. A cada pôr do sol eu provo para mim mesmo que me tornei um pouco mais forte… Forte o suficiente para não abaixar a cabeça diante das pedras que me atiram. Estou aqui para dizer que eu tenho o direito de ser quem sou. Não vou me calar, não vou permitir que me oprimam, não vou deixar que o meu brilho se apague… Nunca…

Luto para que um dia o mundo seja a morada de olhares generosos. Pessoas de coração aberto para abraçar sinceramente. Gente que não perde tempo com julgamentos… Gente que vive a vida com o único objetivo de semear o bem… Um mundo perfeito onde todos estarão dispostos a simplesmente amar e respeitar… Amar e respeitar… Sempre.

Então desista de tentar me derrubar. É inútil. Não vai conseguir. Não guardo mágoas, porque desejo viver bem e em paz com minha própria consciência… Estou completamente livre do veneno amargo do rancor. Em meu coração só há espaço para o amor.

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *