Revele-se para mim

Revele-se para mim: Você não acreditou e eu te perdi

Sugestão de música: Pedaço de Mim / Zizi Possi & Chico Buarque

“Revele-se para mim” são textos escritos por Lucca, um personagem/narrador que escreve e reflete sobre histórias, pensamentos e desabafos que ouviu pelas ruas…  Se você quiser que a sua história seja contada por Lucca, clique aqui.

Eu vivo aqui até hoje, ouvindo os ecos do seu adeus… E fico me perguntando, por quê?! Por que não acreditou em mim?! Por que não acreditou nesse amor imenso que transborda no meu jeito de te olhar?!  Como é que você pode ter sido cego ao ponto de partir sem nem, ao menos, me ouvir.

E eu tenho tanta coisa pra te dizer…

Eu me lembro perfeitamente da primeira vez em que te vi… Lembro como se fosse hoje, como se fosse agora. Sou capaz de sentir seu cheiro, sua boca e seu toque. Você ficou gravado em mim de tal maneira que é impossível esquecer… Não existe essa opção. Você é parte enraizada em mim. Você pode se afastar, pode sumir, pode fingir que me esqueceu, mas nada vai mudar.

Amor não se esquece. Amor não se arranca do peito. Amor, desses de verdade mesmo, é para sempre.

Você se lembra do nosso primeiro beijo? Das nossas brigas, dos nossos risos e planos? E eram tantos. Você se lembra?! A gente tem tanta coisa pra conversar. Há muito a ser dito. Quero te contar muitas coisas. Quero te confessar todos os meus medos…

Feche os olhos e ouça… O seu coração está melancólico, não está?! É uma batida triste e cheia de saudade. Não se acostume com a saudade, por favor… Não se acostume com ela.

Mentiras sussurradas te arrancaram de mim. Doeu. Foi difícil. Ainda é muito difícil ser feliz com esse pedaço que me falta. E quanto mais o tempo passa e se arrasta, mais cresce o meu amor… E a minha dor. Convivo com essa ausência que lateja e que não me deixa esquecer. De tudo isso, fica essa lembrança viva que carrego no peito. Fica a certeza de que os nossos caminhos estão entrelaçados para sempre e que a gente vai se reencontrar. E tudo vai ser diferente. Vai sim. Porque é amor de verdade.

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *