Fica difícil acreditar em você

Fica difícil acreditar em você

Suas palavras são maravilhosas, seu jeito de olhar me desconserta, você diz que nunca conheceu alguém como eu… Diz que sou muito especial.

Ok, tudo isso é muito lindo. Mas atitude que é bom, nada!

Fica difícil acreditar em alguém tão incoerente. E veja bem, não estou falando de amor eterno ou relacionamento sério. Eu nem sei se a gente daria certo juntos… Essa resposta só o tempo poderia nos dar. Não tenho pressa. Não faço o tipo carente. Estou falando da sua incoerência. Sempre que estamos juntos você diz que eu sou o máximo, que sou alguém difícil de se achar e que você quer me dar carinho. Mas quando as oportunidades aparecem, você simplesmente foge.

Às vezes diz que tem medo, diz que não pode. Às vezes finge que não faço parte da sua vida.

Indecisões…

Ah, as indecisões… Elas não me atraem. Você sempre soube disso.

Você sabe, sou um pouco temperamental, não tenho tempo nem paciência para pessoas que gostam de ficar em cima do muro. Não acredito nesse papo de “Não estou pronto”. Amor não acontece na hora “certa”. O amor simplesmente acontece quando tem que acontecer. E a gente se deixa levar, apesar dos medos, das inseguranças, dos traumas, enfim… O amor é simples.

Nós é que complicamos as coisas, sabe?!




Então se você “não está pronto”, é sinal de que suas palavras não são tão verdadeiras assim. Talvez você goste um pouco de brincar de paixão, receber carinho e até mesmo dar um pouco de afeto. Talvez a sua carência seja egoísta demais… Egoísta ao ponto de me manter por perto, só para suprir um pouco dessa necessidade patética de fingir que está apaixonado. Talvez não seja só questão de carência, mas sim de vaidade, de gostar de alimentar o próprio ego.

Cara… Não sei… Eu realmente não sei o que pensar. Minha cabeça está a mil, penso em todas as possibilidades. Às vezes tenho raiva de você e fico pensando que desencanei. Fico aqui achando que virei a página e que você é coisa do passado. Outras vezes acho que estou me apaixonando de verdade. Tem dias que eu me pego quase chorando por não conseguir entender qual é a sua… E tem hora que eu chego a acreditar em tudo o que você diz.

Tenho que te dizer: Isso cansa… E eu cansei.

Agora estou percebendo que tudo não passa de uma ilusão boba. Quem quer de verdade, faz acontecer. E isso você nunca fez… Então… Sinto muito, mas acho melhor pararmos por aqui. Vou me aconchegar um pouco na minha solidão, seguir o meu caminho e quem sabe esbarrar em alguém mais sincero e coerente. Goodbye.


Deixe sua opinião, conte sua história ou seu desabafo nos comentários abaixo, vou respondê-los com todo carinho <3

Leia também esse texto, você vai AMAR com certeza: O que você espera de si mesmo?!

Eu também sou colunista de outros blogs, dá um pulinho lá para conferir: Que Me Transborde / Superela /  Recalculando a Rota.

Hugo Ribas

Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *