Textos do Hugo

Só vale a pena se for amor de verdade




Ah, eu me iludi muito nessa vida, você nem queira saber. Suportei decepções que me jogaram de cabeça ao fundo de um poço sem fim, não foi nada fácil, eu te garanto. Sempre que lembro das lágrimas que derramei por quem não se importava comigo, eu me acho um idiota por ter acreditado em meia dúzia de palavras vazias. Mas logo depois eu percebo o quanto fui sincero e verdadeiro em tudo o que vivi, isso me dá orgulho de mim mesmo… Ser leal não é para qualquer um. Então sinto um certo tipo de paz, uma consciência tranquila, sabe?!

Como eu queria que a vida fosse como nos livros e filmes, onde as pessoas conseguem ouvir a voz do coração. Queria que tudo fosse como naquelas histórias onde o tempo leva as mágoas para bem longe e o amor fala mais alto que o orgulho ferido… Onde a gente é capaz de superar medos e enfrentar o mundo inteiro por quem a gente ama. Queria que a vida fosse como aquelas histórias emocionantes onde o herói não desiste do amor assim tão fácil… Tudo seria melhor se a gente não tivesse receio de mandar um simples “Oi, lembrei de você”, ou então um “Não aguentei de tanta saudade”, e até mesmo um “Vamos passar uma borracha em tudo o que nos afastou e vamos recomeçar, pois o que eu sinto por você é muito maior que o meu orgulho e a minha vaidade ferida.” Tudo valeria a pena se a gente fosse como aqueles personagens teimosos que carregam no peito a certeza de que amar é a coisa mais importante da vida.

Descobri que não sou uma pessoa qualquer. Coleciono muitas histórias intensas no fundo do peito. Amei com todas as minhas forças e também desamei num estalar de dedos. Tenho meus defeitos, não nego, mas tenho também inúmeras qualidades e acima de tudo, um amor imenso pela vida. Não sou fácil de se lidar, assumo, tenho minhas proteções, meus receios. É difícil me tirar da defensiva, características normais de quem já foi muito machucado pelos desamores da vida. Eu diria que para me amar, a pessoa tem que ter sensibilidade… Uma sensibilidade inteligente. Isso mesmo, inteligente. Tem que ter coração sincero e aberto para enxergar os mínimos detalhes do meu amor. Não sou comum. A princípio posso parecer previsível e até meio tolo… Acontece que quando me apaixono fico assim, com cara de bobo, mas tenho consciência absoluta do meu valor e do quanto sou especial. Sei reconhecer meus erros, sei correr atrás, mas também sei muito bem puxar o freio de mão. Sei quando não vale mais a pena valorizar quem não teve sensibilidade, nem inteligência o suficiente para me amar… E ponto final.

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

1 thought on “Só vale a pena se for amor de verdade”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *