Textos do Hugo

Cansei de te esperar

Cansei de te esperar.

Você tem medo de se machucar de novo… Ok, eu entendo.

Você está cheio de problemas pessoais… Ok, eu também.

Você não se acha bom o suficiente para mim… Bobagem, mas tudo bem.

Você acha que eu mereço alguém à minha altura… Ok, não sou tudo isso.

Você precisa de tempo… Sem problemas, eu espero.

Ok…

Ok…

OKAY??????

Não, não está nada ok! Eu estou cheio de ter que segurar a sua barra, de ter que compreender suas dificuldades, de ter que esperar, de ter paciência… E você sabe que eu tive paciência até demais. Nossa história é antiga, nossos problemas já começaram lá atrás. Veja bem, não se trata de intolerância, nem desamor!!! Talvez o meu problema seja amor em excesso, compreensão em excesso… Trouxices em excesso!!!

Eu sei que para qualquer amor dar certo é preciso de uma dose imensa de companheirismo, mas acontece que as coisas entre nós não são bem assim. A verdade é que eu sempre estive muito sozinho ao seu lado. E os meus problemas? Meus medos e minhas inseguranças? Quem é que vai se preocupar com eles?! Enquanto eu estou aqui me esforçando para compreender todas as suas indecisões, você está vivendo sua vida sem nem sequer perguntar se eu estou bem… Essa relação que existe entre nós está um tanto quanto desigual, não acha?




Nunca fui do tipo que faz cobranças. Não sou de reclamar à toa, você sempre soube disso. Consigo enxergar claramente o momento certo de ceder. Sei reconhecer os meus erros. Não tenho receio de admitir as minhas faltas. Mas chega uma hora que cansa… Eu já estou meio cansado de ficar te esperando.

Cansei de deixar para amanhã. É por isso que eu cansei. Cansei de esperar você estar bem para, finalmente, ficarmos juntos. Bobagens… Isso nunca vai acontecer! Quando existe vontade de fazer dar certo, a gente dá um jeito, não deixa pra depois.

Talvez o que exista em você seja uma certa preguiça de amar… É uma paixão meio morna, uma falta de interesse, um comodismo em sua própria solidão… Ou até quem sabe um joguinho sujo mesmo. Talvez você curta ter alguém correndo atrás de você.

Tu sabes que eu nunca curti esse tipo de jogo, não é?! Já saquei que por trás dessa máscara de “alguém cheio de problemas” existe uma pessoa bastante esperta, alguém que sabe usar suas próprias dores para conquistar, manipular e despertar paixão em quem se aproximar.

Então sinto em lhe dizer, mas estou pulando fora. Desisti de tentar te entender. Já abri mão de ter esperanças… O meu interesse por você está se esvaindo, acabando, indo embora sem se despedir. Você já não me interessa mais. No fundo eu sei que você não vai se importar com isso. A verdade é que você acha que eu vou me arrepender, mas dessa vez estou fazendo as minhas malas definitivamente… Vou partir… E não pretendo voltar. Ok?! Ok =D


O que você achou desse texto?! Deixe seu comentário… Ele pode ser uma inspiração pra gente <3

Se você curtiu esse texto, você com certeza vai amar esse aqui também: Não preciso da sua migalha.

Eu também sou colunista de outros blogs, dá um pulinho lá para conferir: Que Me Transborde e Recalculando a Rota.

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *