Textos dos colaboradores

Ainda com os corações batendo

Quando partiu, eu queria poder te segurar em meus braços e não deixá-lo partir
Mas quando vi você ir, me mantive imóvel
Não consegui fazer nada até você sumir de vista
Eu tinha perdido aquilo que tanto lutei para manter
Meu coração nunca esteve tão pesado.

Ainda posso senti-lo a cada batida
Posso vê-lo quando fecho os olhos
Sua voz é a melodia que ressoa em minha mente
Seu cheiro está impregnado em mim
Como posso deixá-lo ir?

As lembranças de um dia qualquer me mantém aqui
A queda naquele momento não foi o suficiente
Pois até quando eu estou caindo você está lá
Tenho medo de alcançar o chão, por quê não me seguras?
Estamos sempre em direção ao chão
Como posso simplesmente esquecer algo que tudo me faz lembrar?

E de novo
E de novo
E de novo
Tudo está voltando em uma grande tempestade que parece não ter fim
Meus gritos por ajuda ressoam em minha cabeça
Enquanto ficam presos em minha garganta

Mas minhas lágrimas secaram
Meu desejo por você sumiu
Um sorriso tomou meu rosto
E tudo que consegui foi observar o céu
E enfim me sentir tão livre quanto um pássaro no céu

Eu ainda estava feliz
Eu ainda estava viva
Meu coração ainda estava batendo, mas por outro
Ainda estava batendo
Ainda estava batendo
Batendo apenas por mim


Alex Jezuino de Barros, 20 anos, sagitariano, nasceu em Conchal, interior de São Paulo e atualmente mora na cidade de São Paulo, onde cursa Têxtil e Moda na EACH USP; gosta de ler, músicas de todos os estilos, séries e filmes diversos.


Se você quiser fazer perguntas sobre a vida, o amor, sobre os nossos sentimentos tão contraditórios ou se quiser que sua história se transforme em textos aqui do blog, fique à vontade para deixá-la aqui nos comentários… Se não quiser que a sua identidade seja revelada, é só clicar em CONTATO, preencher o formulário, ou então deixar uma mensagem na nossa página do Facebook 😉

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *