Textos dos colaboradores

Ninguém aparenta ser por fora o que realmente é por dentro

Se tiver alguém do seu lado ou próximo de você, olhe pra ela, e diz o que vê.

Somos casca.

Você não é esse corpo, você não é esse rosto, você é o que você é por dentro.

Vivemos em um mundo onde o palpável tem muito mais valor do que o invisível aos olhos.

Isso é triste, julgamos pela aparência o tempo todo e deixamos de dar valor ao que realmente importa.

Ninguém é por fora o que consegue ser por dentro.

Tem gente que tem tanta, mas tanta beleza dentro de si, que se toda essa magia refletisse para sua estética seria indecifrável ao olho humano… E tem gente que é de situação tão pobre e precária por dentro que nenhuma roupa cara, cirurgia ou joia envolvendo o externo sobressairia à decadência daquele ser.

Somos muito mais do que os olhos podem ver.

O quem vem de dentro é o que realmente importa.

Como anda sua alma, mente, consciência, como anda o seu coração? Está limpo e bem cuidado? Sua alma está leve? Ou está suja pelos sentimentos de inveja, rancor, magoa, raiva, superioridade e orgulho?

Talvez ninguém perceba seu interior, ou talvez seja tão contraditório com o seu externo que sua essência grite essa diferença de tal forma que as pessoas percebam que algo em você não está certo.




O nosso interior reflete diretamente em nossas atitudes, toda nossa beleza deve vir de dentro para que possamos conseguir florir beleza por fora.

É hora de se importar mais em ser do que ter, em limpar e trabalhar a saúde da sua alma pra depois se importar com o corpo e o resto.

É hora de se sentir bem consigo mesmo antes de tentar fazer bem aos outros. Se não consigo lidar com os meus problemas e manter a paz, como poderei ajudar os meus amigos a lidarem com as situações difíceis deles e ficarem em paz?

Pra começar, ame-se e ame aos outros, queira o bem e faça o bem.

Perdoe e se necessário peça perdão também. A gente erra o tempo todo.

Seja justo, honesto consigo e com os demais. Vale sempre rever nossos valores e mudar nossas opiniões a favor da igualdade, respeito e compreensão.

Não carregue pesos desnecessários, raiva e rancor só servem para ocupar espaços que seriam muito melhor aproveitados com doses altas de gratidão e Fé.

E não julgue, nunca, o que uma pessoa é por fora não diz o que ela é por dentro. Um sorriso nem sempre significa euforia assim como uma lágrima nem sempre vem acompanhada de lamentações.

Conheça melhor as pessoas a sua volta, permita-se conhecer o interior, o ser humano pode nos surpreender muito com a capacidade de amar, perdoar mas também com a capacidade de fingir e persuadir.

Saiba quem você tem cultivado ao seu lado. E seja alguém digno de ser cultivado em vários jardins.

Seja uma pessoa da qual você teria orgulho de conhecer, seja mais que só aparência, seja morada de sentimentos bons.

Sabe essa pessoa do seu lado? Olhe para ela e diz o que vê.

Olhe de novo, agora por dentro.


Viviane de Oliveira Teixeira, mora em Ubá, interior de Minas Gerais. 
Transfere para o papel tudo o que lhe inspira e lhe incomoda, sempre compartilhando com as pessoas, refletindo e buscando aprender cada vez mais.

Se você quiser fazer perguntas sobre a vida, o amor, sobre os nossos sentimentos tão contraditórios ou se quiser que sua história se transforme em textos aqui do blog, fique à vontade para deixá-la aqui nos comentários… Se não quiser que a sua identidade seja revelada, é só clicar em CONTATO, preencher o formulário, ou então deixar uma mensagem na página do Facebook 😉
The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *