Textos dos colaboradores

Rascunhos

Às vezes eu imagino tudo como uma animação feita com rabiscos, cada pessoa, lugar, veículo, árvore, animal, absolutamente tudo. Mas cada um deles tem sua forma bem delineada, seus contornos, porém ainda dá para ver suas linhas de construção, os riscos dos seus rascunhos, como se ainda fossem uma obra em construção, inacabados, cada um tem seu contorno principal definido, mas cada traço do rascunho ainda faz parte dele, suas antigas formas, mudanças pelas quais podia ter seguido, mas no final decidiu não as seguir. No fundo, todos são desenhos finalizados e ao mesmo tempo incompletos, sempre mudando algo, acrescentando ou tirando, sempre em construção.




Assim que eu vi você, eu vi como tudo poderia ter sido com você e imaginei nossa pintura. Talvez eu tenha desenhado demais em minha mente como tudo seria e ignorado a ideia, os rascunhos… Talvez eu tenha ido direto para o desenho finalizado, mas com o tempo eu percebi que não somos um único desenho em uma folha A4, na verdade nem desenhos somos e sim rabiscos, rascunhos, uma obra em construção de algo que nem sabemos o que é.

Diferente do que pensava, nós passamos boa parte do tempo na ideia e agora começamos os rascunhos, cada um com seu traço buscando um equilíbrio ou um modo de deixar os dois em uma harmonia de certa forma desarmoniosa. Adoraria dizer que nosso rascunho se tornará o mais belo desenho que poderíamos fazer, mas não sei se será, só sei que tento melhorar cada vez mais ele junto a te, cada risco, traço ou rabisco, mas posso dizer sem dúvida alguma, esse rascunho de nós que faço contigo é o mais belo de todos que eu poderia imaginar.


Alex Jezuino de Barros, 20 anos, sagitariano, nasceu em Conchal, interior de São Paulo e atualmente mora na cidade de São Paulo, onde cursa Têxtil e Moda na EACH USP; gosta de ler, músicas de todos os estilos, séries e filmes diversos.


Se você quiser fazer perguntas sobre a vida, o amor, sobre os nossos sentimentos tão contraditórios ou se quiser que sua história se transforme em textos aqui do blog, fique à vontade para deixá-la aqui nos comentários… Se não quiser que a sua identidade seja revelada, é só clicar em CONTATO, preencher o formulário, ou então deixar uma mensagem na nossa página do Facebook 😉

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *