Textos dos colaboradores

Você me fez acreditar em amor à primeira vista

Sou do tipo que se alegra só por receber uma mensagem tua em uma manhã qualquer. Só em abrir os olhos e olhar aquelas palavras tímidas depois de um “oi”, meu coração se enche de uma alegria que não tem explicação.

Eu sei, parece bobo, mas é exatamente assim que eu me sinto. Gosto tanto de você. Sinto um carinho imenso pelo que passamos e pela forma que passamos. Não haveria no mundo música que pudesse dizer tudo o que você representa na minha vida. Cruzar meus olhos com os teus naquela tarde vazia foi provar que o amor pode assumir diferentes formas, até mesmo uma admiração sem motivo algum aparente, só por ser.




Mesmo te conhecendo tão pouco, sinto renascer através de você todos os meus ideais de amor. Por muito tempo andei perdido, desacreditando no acaso, no amor à primeira vista. Você então veio e derrubou todas os muros que criei para não sentir o que eu sinto. Só você tem esse poder.

Porém, minha vida é feita disso. De encontros e desencontros. Talvez por minha incapacidade de assumir o amor, tenho a sina de ver quem desperta esse sentimento em mim sempre partir. Porém a cada partida, é um pedaço de mim que vai. A cada despedida, é um pouco da beleza do meu mundo que parte, mesmo sem querer.

Agora estou aqui, bobo e apaixonado. Mesmo que nunca mais nos encontremos, posto que a distância é o que impede o meu corpo de estar junto ao teu num abraço dos amantes apaixonados, já não tenho mais medo algum de gritar ao mundo que a única coisa que me move é o amor.


Matheus Miranda é um vagalume que se propôs a ser ele mesmo, mesmo sabendo que a busca por si mesmo é sempre algo constante e mutável. Apaixonado pela escrita é membro idealizador do blog SER E SÓ. Leonino com a lua em virgem, estudou  Logística além de viajar apaixonadamente pelo comércio exterior, e por projetos com processos criativos e de co-criação. Entende que entre livros, vinhos e pessoas está o supra sumo do universo e o que vem em seguida disso é de regalo extra da maravilhosa vida.

Se você quiser fazer perguntas sobre a vida, o amor, sobre os nossos sentimentos tão contraditórios ou se quiser que sua história se transforme em textos aqui do blog, fique à vontade para deixá-la aqui nos comentários… Se não quiser que a sua identidade seja revelada, é só clicar em CONTATO, preencher o formulário, ou então deixar uma mensagem na nossa página do Facebook 😉 Vamos ficar muito felizes em poder compartilhar contigo esses desabafos e sentimentos <3

Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí – SP e mudou-se para São Paulo – SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt. Foi premiado em 5º lugar no XV Concurso Literário JI / AEPTI, na categoria Contos e Crônicas.

Entre em contato: ribashugo@hotmail.com

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *