Textos dos colaboradores

Me ensina a te esquecer?





Me ensina a ouvir a nossa música nos lugares e não notar a nossa história nela?
Me ensina a usar aquela minha camiseta sem lembrar que você deitava sobre ela para sentir meu perfume?
Me ensina a ir nas baladas sentir o mesmo perfume que você usava, sem querer te procurar por lá?
Me ensina a sair, beijar várias bocas sem querer que seja a sua? Sem sentir teu gosto?
Me ensina a parar de olhar as nossas fotos?
Me ajuda a excluir as nossas longas conversas, as 500 mensagens do meu celular?
Me ensina a desculpar as pessoas que perguntam de você pra mim?
Me ensina a parar de dormir com aquele teu moleton?
Me ensina a parar de sentir teu cheiro pela casa e nas minhas roupas?
Me ensina a continuar me arrumando mesmo sabendo que não é pra você?
Me ensina a me apaixonar de novo? Por outro garoto, por outro sorriso.
Me ensina a buscar novos lugares e novas pessoas?
Me ensina a passar os finais de semana sem me imaginar nos seus braços?
Me ensina também a parar de achar que é você toda vez que meu celular toca?
Por favor me ensina a te esquecer? A te tirar daqui, a não lembrar seu nome toda a hora, a não insistir em nós?
Me ensina a aceitar outros amores?
Me ensina a sair de casa e parar de imaginar que você vai estar na próxima quadra?
Me ensina que tudo que acabou, que não vamos voltar, que não haverá reconciliação?
Me ensina a acabar com esse sentimento, a tentar seguir, enxugar as lágrimas e sorrir?
Me ensina que essa história não tem vírgula, que ela não existe nesses livros de contos de fadas, que aliás ela nunca foi um?
E por último me ensina a deixar de te querer de te sentir?
Me ensina a esquecer que você me esqueceu?


Bia Civa, 19 anos, mora em Mato Castelhano/RS, canceriana, apaixonada por livros, música e violão, gosta das coisas simples da vida, um abraço apertado, um perfume, um beijo ou até mesmo um aperto de mão.


Se você quiser fazer perguntas sobre a vida, o amor, sobre os nossos sentimentos tão contraditórios ou se quiser que sua história se transforme em textos aqui do blog, fique à vontade para deixá-la aqui nos comentários… Se não quiser que a sua identidade seja revelada, é só clicar em CONTATO, preencher o formulário, ou então deixar uma mensagem na nossa página do Facebook 😉

Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí – SP e mudou-se para São Paulo – SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt. Foi premiado em 5º lugar no XV Concurso Literário JI / AEPTI, na categoria Contos e Crônicas.

Entre em contato: ribashugo@hotmail.com

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *