Textos dos colaboradores

Quando me percebi uma guerreira

Hoje estou contente, feliz, alegre. Estou motivada! Energia transbordando. Tanta vida, tantas coisas acontecendo … Vejo muitas razões para agradecer. Consigo ver abundância de bons sentimentos dentro de mim e também nos outros quando estou conectada com o meu melhor, afinal, os outros são ou não são espelhos?

O que está fora está dentro, se algo que vejo ou que está acontecendo no externo não faz sentido para mim, não permito que fique comigo por muito tempo… Eu simplesmente dou passagem e deixo ir. Meu foco agora é agradecer a vida e a tudo que venho vivenciando nesta jornada: desafios, inseguranças, medos, indecisão – pois cada vez tenho mais certeza que é tudo isso que me ajuda e me fortalece a chegar cada vez mais próximo da pessoa que quero ser e me aproximar da minha alma, minha essência, meu propósito.




A cada novo desafio percebo que me fortaleço e percebo um amadurecimento e uma coragem que nem mesmo imaginava ter. Quando tudo “parece” dar errado ou sair dos trilhos, ou mesmo quando bate um “medo” é que tenho sentido uma fé e uma força que vem com tudo, ela parece me dizer que vai ficar e será minha eterna companheira. E gosto muito disso!

Muitas vezes é difícil aceitar os desafios ou esperar por algo que desejamos, mas cada vez mais vou percebendo que são nesses momentos de transição, de dor, angústia e talvez até desespero que começo a ver a luz no fim do túnel, é como uma “passagem” para o outro lado da vida, da minha própria vida, fazendo uma espécie de transmutação do velho para o novo. Isso tudo me dá alegria, força, motivação e me torna mais forte, inteira, viva, presente, conectada com as coisas que realmente importam na minha vida. E assim sigo a caminhada.


Alline Gallicchio – Uma alma sonhadora, buscadora. Terapeuta Reiki e Administradora. Uma Porto Alegrense morando em Nova Petrópolis – RS. Facilitadora de grupos de Comunicação Não Violenta e estudiosa de assuntos espirituais e amante de boas leituras. 


Se você quiser fazer perguntas sobre a vida, sobre o amor, sobre os nossos sentimentos tão contraditórios ou se quiser que sua história se transforme em textos aqui do blog, fique à vontade para deixá-la aqui nos comentários… Vamos adorar ler sobre a sua vida e seus pensamentos! Se não quiser que a sua identidade seja revelada, é só clicar em CONTATO, preencher o formulário, ou então deixar uma mensagem na nossa página do Facebook 😉


Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog, ele adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador, histórias e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí – SP e mudou-se para São Paulo – SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt. Foi premiado em 5º lugar no XV Concurso Literário JI / AEPTI, na categoria Contos e Crônicas.

Entre em contato através do site ou pelo e-mail: ribashugo@hotmail.com

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *