Textos dos colaboradores

Epifania

Os escritores sempre tem que ter uma carta secreta na mão, tipo um coringa supremo.
Não é todo o dia que o papel cai nas mãos e simplesmente aparece com um rascunho dos seus sentimentos, têm dias que você quebra a cara para escrever!
Sabe quando você olha pro papel e ele parece lhe dizer: ” Hoje não meu amor!” ? Pois é, esses dias são horrendos.
Por isso que o escritor sempre tem uma playlist que dá aquele empurrão básico.
Você está ali tranquilo ouvindo aquele grupo de músicas coreanas ou ouvindo o Justin Bieber cantar em espanhol, ouvindo um rap ou um violino estridente e afinado.
E de repente, BUM! A inspiração vem.
O sentimento preenche seu interior e você vai escrever…. e vai escrever sobre a coisa mais clichê e besta do mundo moderno: amor.
E como já disse alguém da música popular brasileira: “Deixe eu dizer que te amo, deixe eu pensar em você.”
Os seus pensamentos são invadidos pela lembrança daquele cheiro, daquele abraço, daquele sorriso…
Aquela pessoa super querida que você ama.
Sente o coração bater mais rápido enquanto relata naquelas paginas tudo que lhe vem a cabeça.
A pessoa antes bloqueada criativamente, vira uma máquina de sentimentos malucos e complexos.
Isso é uma epifania, e quando você vai ver…. seu celular começa tocar aquela música que esse alguém te mostrou.

Tiffany Guimaraes paulistana, dona do blog Mundo Aleatório; Ama a leitura e a escrita desde que aprendeu a ler. Apaixonada por animais e poemas, sonha em cursar Jornalismo.


 Se você quiser fazer perguntas sobre a vida, o amor, sobre os nossos sentimentos tão contraditórios ou se quiser que sua história se transforme em textos aqui do blog, fique à vontade para deixá-la aqui nos comentários… Se não quiser que a sua identidade seja revelada, é só clicar em CONTATO, preencher o formulário, ou então deixar uma mensagem na nossa página do Facebook 😉
The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *