Textos dos colaboradores

Novos horizontes

Pois é, a vida nos mostra que existem infinitas possibilidades, que sempre podemos escolher olhar as coisas por um ângulo diferente, podemos mudar de opinião, mudar o caminho, mudar de rumo, mudar de cidade, de país, de gostos e lá vai. Mil e uma coisas. Temos liberdade de escolha: sempre! Mas será que nos damos conta disso? Me dei conta por um instante que estamos tão acostumados a olhar de um jeito, fazer sempre as coisas da mesma forma, seguir o mesmo caminho, que quando precisamos, por alguma razão, olhar de outro prisma as situações da vida, me parece que fica dolorido, difícil, nossa! É bem delicado… Parei para pensar nisso quando me deparei com algo na vida que me desafiou a sair da minha zona de conforto. E olha que sou alguém que se diz gostar de mudanças, desafios, novas oportunidades, mas no fundo, no fundo… aquela “segurança” daquilo que conhecemos acaba nos enredando de um jeito incrível.

Mas então: passado o susto de ter que fazer um esforço para olhar diferente, para algo que não havia pensado, começa a abrir um espaço lindo: um espaço de descobertas, de novas opções de escolhas, novas oportunidades para investir na vida, começo a descobrir em mim até mesmo novos talentos, potencialidades, e é desafiador mas ao mesmo tempo gostoso. Vejo-me com muitas novas cartas na mesa, e quero muito utilizar bem cada uma delas, fico um pouco afoita para colocar essas novas habilidades e oportunidades em prática, e então preciso respirar e acomodar um pouco todas essas novidades em meu HD interno e me familiarizar com tudo isso. Tenho que pensar com calma e tranquilidade qual o melhor momento de partir para a ação.




É incrível como a vida pode ter versões e visões diferentes a cada dia, e depende muito mais de cada um de nós do que do ambiente externo, por mais que sempre pensemos o contrário. O poder de decisão e de fazer diferente, de olhar e pensar de outra forma está sempre a nossa disposição, mas acredito que a dificuldade é mesmo nossa de ter que se responsabilizar por nosso destino e escolhas. Parece simples e fácil, mas na prática não é bem assim. Ansiamos por liberdade, mas no fundo, por vezes preferimos e achamos mais cômodo que os outros decidam e digam o que é melhor para nós: acho que é uma forma de não nos culparmos se algo sair errado.. sei lá.. zona de conforto de novo…

Bem, mas agora que pude ampliar minha visão e meu horizonte, vou correr lá para dar conta das novas demandas, das novas atividades, ver o que mais a vida irá me proporcionar, afinal: dei o primeiro passo: fiz diferente. E então, sem expectativas vou seguir este novo rumo com alegria e também desprendimento, mas acreditando no meu potencial e coragem para quando encontrar dificuldades, poder pensar que existem mil e uma novas chances e oportunidades de fazer e escolher diferente. Assim a vida vai seguindo seu fluxo e eu tomo para mim a responsabilidade de guiar meu barco da vida na direção que me parecer mais interessante e motivador.

 


Alline Gallicchio – Uma alma sonhadora, buscadora. Terapeuta Reiki e Administradora. Uma Porto Alegrense morando em Nova Petrópolis – RS. Facilitadora de grupos de Comunicação Não Violenta e estudiosa de assuntos espirituais e amante de boas leituras. 


Se você quiser fazer perguntas sobre a vida, sobre o amor, sobre os nossos sentimentos tão contraditórios ou se quiser que sua história se transforme em textos aqui do blog, fique à vontade para deixá-la aqui nos comentários… Vamos adorar ler sobre a sua vida e seus pensamentos! Se não quiser que a sua identidade seja revelada, é só clicar em CONTATO, preencher o formulário, ou então deixar uma mensagem na nossa página do Facebook 😉


Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog, ele adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador, histórias e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí – SP e mudou-se para São Paulo – SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt. Foi premiado em 5º lugar no XV Concurso Literário JI / AEPTI, na categoria Contos e Crônicas.

Entre em contato através do site ou pelo e-mail: ribashugo@hotmail.com

The following two tabs change content below.
Hugo Ribas é pisciano, escritor, leitor e também uma metamorfose ambulante. Criador deste blog e colunista do blog Que Me Transborde, adora se perder em sentimentos escritos e nem sempre consegue se encontrar em suas próprias palavras. Personagens, narrador e pensamentos se fundem num texto só. Nasceu em Jundiaí - SP e mudou-se para São Paulo - SP aos 16 anos, onde se formou em Design Gráfico e cursou teatro pelo Teatro Escola Macunaima. Apresentou peças de Gianfrancesco Guarnieri e Friedrich Dürrenmatt.

Latest posts by Hugo Ribas (see all)

Comments

comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *