quando posso ser eu mesma hugo ribas
Textos dos colaboradores

Quando posso ser eu mesma

Quando posso ser eu mesma…

Você já teve a sensação de que os outros estavam pegando sua vida?

Eu já, não é legal…

O mundo para mim é muito ignorante, para mim esse mundo é estranho.

Todos querem puxar o tapete um do outro, todos querem levar vantagem sobre o outro, todos querem machucar e quebrar corações.

O mundo não é mais um bom local, todos são criminosos da sua forma. Alguns roubam, outros matam, outros iludem, outros machucam… Todos nós somos criminosos.

Depois de viver tanto tempo nesse mundo, eu deveria estar acostumada

Não mesmo! A cada dia é algo novo e mais pérfido que antes, por isso prefiro ligar a minha playlist.

Os sonhos que não vivo, eu escrevo e escuto. Os sonhos de um amor, os sonhos de uma paz e de uma amizade duradoura são todos escritos por artistas.

Sento-me todos os dias no mesmo banco, na mesma cama, na mesma cadeira e coloco os meus fones de ouvido… respiro fundo e clico no “play”.

Não importa a música que toque, pode variar de Nando Reis até WINNER; pode ser Mozart até Sandy; pode ser Echosmith até Blink182, todos falarão a mesma mensagem através das melodias escondidas nos instrumentos.

Todos querem um mundo onde haja amor, todos querem um mundo onde haja precisão de fidelidade.

Todos querem abrir as asas e voar, todos querem estar preparados para não sentir mais a miséria.

Todos querem ouvir por onde eu tenho andado, todos querem saber o que o futuro nos reserva….




Não podemos mais ser nós mesmos, muito menos mostrar o que sentimos abertamente. Imagine se todos demonstrassem o que sentissem nas ruas: estariam todas alagadas.

Enquanto fecho os olhos sentada no mesmo local de sempre, a bateria persiste dentro de mim, sinto o coração acelerar e percebo o efeito da música sobre mim.

Ela me reveste com uma armadura dourada. Com ela eu esqueço os meus problemas, consigo encarar a vida melhor.

Ao invés de eu mesma tocar o piano, eu o sinto enquanto transmito a minha história nas páginas em branco. Enquanto tento mudar o mundo a música está em mim…

Posso ser eu mesma entende? Não há ninguém pegando a minha vida quando eu estou com os fones, ninguém interfere, é uma bolha onde só eu existo.

Esqueço-me da existência de uma irmã dentro do meu quarto, esqueço da existência dos meus parentes na mesma sala e posso bater os pés com certeza.

Com a música eu esqueço de tudo. Eu entendo a letra e me conecto a ela, posso sentir seu pulsar em minhas veias e o meu pulsar nas dela.

A música está dentro de mim para me eliminar dos problemas humanos.

A música está em mim para que eu faça uma festa de emergência quando estiver em crise, a música está em mim para que eu ligue-me a outras pessoas quando eu precisar.

A música está dentro de mim para que eu mostre as minhas virtudes, um sorriso ou uma piscadela, todas as coisas podem ser minhas enquanto eu estiver com os fones de ouvido.

A minha armadura reluz todo o brilho da minha mente, não importa a idade… Eu serei eu mesma, eu serei a música.

Como música eu direi a todos que amo, direi a todos que odeio, direi a todos que escolho ser feliz, direi a todos que ninguém manda em mim. Direi que sou humana e que sendo humana eu tenho meus direitos.

Mesmo com um mundo tão nojento e sujo, mesmo com um mundo tão estranho, com tantas dores e feridas eu consigo ver uma possível saída.

Quando retiro os meus fones, uma breve esperança nasce no meu peito, pode ser coisa de jovens; mas sinto que as coisas vão melhorar.

Eu coloco os fones e vou para o Paraíso, eu coloco os fones e vou ao Universo, eu coloco os fones e vejo que tenho um amigo.

Eu coloco os fones e conheço os E.T’s, eu coloco os fones e tenho uma arma para atirar contra o sol, eu coloco os fones e posso gritar a todos “Not Today”, hoje não vão me derrubar.

Eu coloco os fones e posso confessar-te que sinto sua falta, eu coloco os fones e… posso ser eu mesma.

Sou a música.


Se você gostou desse texto, leia este aqui também: Vida vem aqui, preciso conversar

Você pode acompanhar outros textos da Tiffany Guimaraes clicando aqui.

The following two tabs change content below.

Tiffany Guimaraes

Tiffany Guimaraes paulistana, dona do blog Mundo Aleatório; Ama a leitura e a escrita desde que aprendeu a ler. Apaixonada por animais e poemas, sonha em cursar Jornalismo.

Latest posts by Tiffany Guimaraes (see all)

Comments

comments