hugo ribas quando o amor fica dificil
Textos dos colaboradores

Quando o amor fica difícil

Quando o amor fica difícil…

Chega uma hora em que a gente se vê cansado de investir e insistir em algo que parece que não foi feito pra nós. Aquele coração não é o nosso número, aquele sentimento não é do nosso tamanho. Aquela pessoa não é a nossa pessoa. Dói perceber que aquela não é nossa história, que aquele enredo não foi escrito pra gente, que as coisas precisam chegar ao fim, mesmo que seja dar um fim dentro de nós.

Às vezes precisamos nos afastar de alguém que já não nos quer por perto. Às vezes precisamos entender que têm coisas e pessoas que não foram feitas para darem certas juntas. Chega uma hora que cansa só a gente ligar, só a gente se importar, só a gente sentir saudades, só a gente querer ver, só a gente querer dividir a nossa vida com aquela pessoa, só a gente querer que dê certo. Chega uma hora que a gente cansa de gostar sozinho.

E por mais que a gente sinta saudade, e por mais que a gente sinta falta, por mais que a gente sinta um buraco se abrindo no nosso peito, a gente sabe que é só a gente que vai curar essa ferida… Que é só a gente que vai poder passar aquele remédio que alivia a dor. Têm caminhos que a gente precisa trilhar sozinho.

O teu sorriso vai fazer falta, teu jeito engraçado de falar também, teu abraço forte também. Você inteiro vai fazer falta, as risadas vão fazer falta, as conversas de madrugada também. O teu calor nos dias frios de inverno vão fazer falta, mas e eu? Será que farei falta?




Talvez a resposta venha em forma de silêncio e o silêncio é também uma resposta e cheio de significados. Talvez você nunca chegue a sentir o que eu senti ao te conhecer. E nem entenda a metade das coisas que eu sempre quis te dizer e te fazer sentir. Nossos corações não estão no mesmo lado da cama, na mesma batida, na mesma frequência. Talvez você seja só para ser lembrado na minha vida e não para ficar nela.

Chega uma hora em que a gente se sente exausto de segurar a corda que sustenta alguma coisa. Dóem os dedos, os braços e principalmente o coração. E quando precisamos nos esticar demais para termos alguém por perto, está na hora de deixar ir. Eu nunca fui perfeita e você sempre soube disso, mas acredito que mereço mais de você ou de qualquer outro. Amor em conta gotas não alimenta ninguém, não cura, não faz ninguém feliz.

Sabe aquela hora em que você precisa encarar a chuva antes que a marquise que você se esconde despenque em cima de você e o estrago seja pior? Este é o momento de encarar a tempestade, mesmo com muita dor e com o coração sangrando, pois não suportaria conviver com os ossos quebrados.

No amor também é assim: você sabe que chegou a hora de ir, mas tem medo da chuva. Se ficar ali, terá só migalhas e um coração fazendo um esforço danado pra pulsar por dois. Então é hora de vestir a coragem e ir embora. Aquele não é seu lugar, nunca foi, aquele amor não é pra você, o seu é maior e ainda melhor.


Se você gostou desse texto da Gisele Ribeiro, deixe seu comentário <3 E olha, tenho certeza que você vai AMAR esse texto também: Fora do virtual, amor real

Eu também sou colunista de outros blogs, dá um pulinho lá para conferir: Que Me Transborde / Superela /  Recalculando a Rota.

The following two tabs change content below.

Gisele Ribeiro

Gisele Ribeiro, Gaúcha - Gremista - Escorpiana. Jornalista e Relações Públicas, mora em Caxias do Sul, RS. Apaixonada por livros, música, poesia, chimarrão e cachorro. As coisas simples a encantam e as palavras a transborda.

Latest posts by Gisele Ribeiro (see all)

Comments

comments

1 thought on “Quando o amor fica difícil”

Comments are closed.