hugo ribas nosso amor na balanca
Textos dos colaboradores

O nosso amor na balança

O nosso amor na balança

Não, você não precisa dizer que sente muito, porque eu sei que você não sente. Você não precisa dizer que vai sentir saudades, porque você estará mentindo. Você não precisa dizer que eu sou uma pessoa maravilhosa, porque mesmo sendo você decidiu não ficar.

Você não precisa me perguntar dia sim outro também como estou me sentindo, porque não será pra você que vou descontar toda minha raiva e decepção. Você não precisa dizer aos nossos amigos que se preocupa comigo porque preocupação é muito pouco, e preocupação não é amor.

Não fizemos as coisas darem certo e isso é culpa de nós dois, nada de colocar a gangorra com o peso maior só para um lado.

 

A gente cresce quando assume a parcela de culpa que nos cabe.

 

Nós não fomos sinceros, não nos empenhamos a ponto de passarmos pelos piores momentos juntos. E agora já não dá mais pra consertar o que se foi.

Você não precisa vir falar comigo toda vez que me encontrar, não temos o dever de sermos amigos, nem nos preocupar com o coração um do outro. Se até quando estávamos juntos isso não acontecia. Você não precisa tentar se importar, porque até então você nunca fez isso.




Você não precisa me olhar com pena. Porque eu sei, pode demorar um pouco, mas eu vou superar tudo isso e talvez você se dê conta de tudo que jogou no lixo. E pena não é amor.

Você não precisa guardar os presentes que te dei, porque eu também não serei capaz de guardar nenhuma lembrança tua. Não precisa me dizer que pensa na gente porque pensar não é amar. Você não precisa tentar entender como as coisas chegaram a esse ponto ou tentar achar alguma explicação para o nosso adeus, a gente nem devia ter começado.

Você não precisa ter receio de aparecer com outra pessoa na minha frente. Eu vou saber que essa outra pessoa estará recebendo esse pouco de amor que você acha suficiente para manter alguém por perto.

Você não precisa me ligar no meu aniversário e me desejar toda felicidade do mundo. Porque eu já entendi que minha felicidade está em me amar de verdade. Os seus votos não farão a mínima diferença.

Você não precisa achar motivos para me fazer especial. Se na verdade você nunca fez eu me sentir assim enquanto eu estava do seu lado. Você não precisa deixar de viver sua vida só porque sabe que me magoou. Acredite, na maioria das vezes o que perdemos nem foi realmente uma perda. Muitas vezes é só a vida nos dando a chance de ser mais feliz e receber mais daquilo que um dia sonhamos e desejamos.

Então não precisa me contar seus problemas pra eu ainda me sentir parte de ti e de uma história. Nós tentamos, tentamos de verdade e na medida que cada um podia. Cada um com seus esforços e nada foi em vão. Os acertos serão nossos companheiros. E os erros servirão de vitrine pra aquilo que nunca mais devemos comprar para uma história de amor.


Se você gostou desse texto da Gisele Ribeiro, deixe seu comentário <3 E olha, tenho certeza que você vai AMAR esse texto também: Eu não queria me apaixonar por você

Eu também sou colunista de outros blogs, dá um pulinho lá para conferir: Que Me Transborde / Superela /  Recalculando a Rota.

The following two tabs change content below.

Gisele Ribeiro

Gisele Ribeiro, Gaúcha - Gremista - Escorpiana. Jornalista e Relações Públicas, mora em Caxias do Sul, RS. Apaixonada por livros, música, poesia, chimarrão e cachorro. As coisas simples a encantam e as palavras a transborda.

Latest posts by Gisele Ribeiro (see all)

Comments

comments