Carta para o meu futuro amor

Carta para o meu futuro amor.

Não sei como vou te conhecer, como vamos cruzar nossos caminhos ou como vamos finalmente entrelaçar nossas linhas invisíveis e ficar juntos.

Mas queria deixar algumas coisas claras, meu futuro amor, para você não se assustar quando me conhecer de fato.

Tenho sonhado com o momento em que vou te conhecer desde quando aprendi o que era amor, fico olhando a lua e o sol pensando se você também gosta de observá-los.

Penso se gosta de música como eu, se curte um bom acústico com uma letra romântica.

Saiba, meu amor, que eu sou cheia de defeitos; que eu não sei me controlar quanto à injustiças, que eu sou teimosa, chata, que eu grito quando preciso e que eu amo ficar sozinha de vez em quando.

Mas mesmo com esses defeitos, eu vou amar você com toda minha alma e coração.

Prometo escrever as mais belas canções para demonstrar como é lindo nosso amor, prometo aguentar sua braveza se for necessário.

Ah, meu futuro amor, se você soubesse o quanto já sofri nesse mundo…. As pessoas são más, não? Elas nos matam pelas costas, nos machucam sem que percebamos.

Já sofri por perda, por amor, por saudade, por vontade; por todo tipo de coisa.




E percebo que hoje, eu sofro de amor.

Mas é um sofrer que eu não me importo em ter, sabe? Eu gosto de ficar sonhando a noite que você está também sonhando comigo, gosto de pensar que você também sonha em me conhecer.

Gosto de imaginar seu abraço, seu regaço, seu beijo… Gosto de imaginar a forma que nossas mãos ficariam entrelaçadas, gosto de imaginar como seria bonito: nós dois juntos.

Às vezes me sinto como a Clarice Falcão: pensando que você foge de mim, mas até eu fugiria.

Às vezes me sinto como o Day6: sabendo que estamos vendo o mesmo céu, mas continuo só.

As vezes me sinto como o Kid Abelha: fico contando as horas e prestando atenção nos passos, para poder conhecer a pessoa que vai limpar minhas lágrimas.

Me sinto como os Tribalistas: vendo as horas tão compridas, enquanto você foi ali e não voltou.

Me sinto como o Coldplay: tentando te consertar, te fazer feliz mesmo que tudo de errado.

Por fim, me sinto como o Lionel Richie: não sabendo como te conquistar, querendo que você me dê uma pista. Então farei como ele: começarei dizendo que te amo.

Meu futuro amor, eu sou uma mistura de músicas, xícaras de café, conhecimento literário e poesias; se você um dia me conhecer de verdade, vai ver como sou muito mais que apenas letras malucas de caras sul-coreanos, mais do que apenas melodias de música dos anos 80 e muito muito mais do que apenas uma pessoa.

Meu futuro amor, espero poder te conhecer logo; espero poder logo ter você por perto e poder rir das suas piadas ou dançar com você nas ruas de Barcelona.

Meu futuro amor, como posso dizer isso?? Ahm, eu não sei como… Eu te amo.


Leia também esse texto, você vai AMAR com certeza: A maior prova de amor é deixar ir

Eu também sou colunista de outros blogs, dá um pulinho lá para conferir: Que Me Transborde / Superela /  Recalculando a Rota.

Tiffany Guimaraes

Tiffany Guimaraes paulistana, dona do blog Mundo Aleatório; Ama a leitura e a escrita desde que aprendeu a ler. Apaixonada por animais e poemas, sonha em cursar Jornalismo.