A Presença de Anitta

A Presença de Anitta.

“Vai Malandra” era pra ser só uma música, mais um sucesso da Anitta. Porém, o clipe bombou a internet e gerou discussões acaloradas acerca de vários assuntos, principalmente as benditas celulites no bumbum da cantora. Aceitação do próprio corpo ou exploração da mídia no quesito empoderamento? Eis a questão.

E aqui fica minha leiga opinião: um pouquinho de cada, quase um quebra-cabeça de vontades e enquadramento midiático.

Explico.

Que Anitta é a dona da porra toda, desde memes a questionamentos matemáticos quanto a sua riqueza, passando pela opção do casamento às escuras e do feminismo contemporâneo, todo mundo sabe (dê uma olhada nos tweets dela e fique ba-ban-do). Que Anitta busca fazer o leva-e-traz entre a periferia e a grande mídia, também. Que Anitta é uma das artistas mais conceituadas no Brasil e lá fora e que galga seus próprios caminhos, sem um empresariado poderoso por trás, todo mundo sabe também. Que Anitta, já foi Larissa e McAnitta, que já foi detonada em muitos locais, também não é segredo.

Então qual o motivo da surpresa ao vê-la explorar a própria bunda em seu clipe? SABER DISSO TUDO, MAS NÃO ACEITAR ESSA MUDANÇA DE PARADIGMAS.

Por mais que o mundo feminino e feminista esteja em plena ascensão (é pra glorificar de pé), ainda existem aqueles que acham que fazemos isso para suplantar os homens, que a mulher quer ser melhor (e não igual, como qualquer feminista sabe) que os homens etc.




Então, colocar a buzanfa pra jogo desse jeito é mais uma vez ser chamada de puta, de piranha, que ‘deu muito pra chegar ali’ ou que a MPB está na fase anal (sorry, Lulu! Fiquei triste!). E elaaaaaaaaa, sempre ela, fez isso mais uma vez. Disposta a ouvir as críticas pouco construtivas, só para conseguir banir esse pensamento da sociedade patriarcal que ainda vivemos, onde a bunda chama mais atenção do que qualquer outra coisa.

Aceitação também é a palavra do momento ao se referir ao clipe. E é isso mesmo! Mostre como você é, mana, e seja feliz.

‘Vai Malandra’ foi gravado ANTES de ‘Downtown‘, outro hit recém-lançado da cantora, mas em ‘Downtown’ ela não mostra as celulites, ao contrário sua bunda aparece mais lisinha do que minha conta bancária. Algumas pessoas argumentaram que que ela só ‘se mostrou verdadeira (leia-se com celulites) em ‘Vai Malandra’ por interpretar uma favelada. Ora, pipoca. Deve ser porque é a linha editorial do clipe, porque há um diretor trabalhando ali… Enfim porque alguém pensou que seria bacana naquele contexto e NAQUELA música. E vamos lá: a cena se encaixa muitoooooooooo bem naquele roteiro e não se encaixaria no de ‘Downtown’, venhamos e convenhamos.

Por fim, a exploração da mídia. Sim, está sendo usada a favor da visualização do clipe, da promoção da música e, como não poderia deixar de ser, do ‘aparecimento’ cada vez maior da própria Anitta. E daí? Qual o desmerecimento disso? Ela deixa de se aceitar mais ou menos por isso? Ela deixa de ter vindo da periferia por isso? Ela deixa de ser espelho para tantas outras meninas que precisam muito muito muito aceitar seus próprios corpos? Não, em hipótese alguma. Então, repito: e daí?

Anitta, minha filha, vem com tudo! Mostra sua bunda, seu poder, sua gana, seu talento, sua vontade de chegar lá e TACA, TACA, TACA…

The following two tabs change content below.

Erika dos Anjos

Érika dos Anjos é uma jornalista carioca, apaixonada por livros e adora dar pitaco nos acontecimentos do dia a dia. Ah, o mais importante, Aquário com ascendente em Leão e lua em Capricórnio.

Latest posts by Erika dos Anjos (see all)

Comments

comments

Erika dos Anjos

Érika dos Anjos é uma jornalista carioca, apaixonada por livros e adora dar pitaco nos acontecimentos do dia a dia. Ah, o mais importante, Aquário com ascendente em Leão e lua em Capricórnio.

Um comentário em “A Presença de Anitta

Os comentários estão desativados.