Você é o amor que tanto procura nos outros

Você é o amor que tanto procura nos outros…

Oi menina, vamos falar um pouquinho sobre você?

Você já parou e reparou no tom que seus olhos adquirem ao ver um entardecer? Já parou pra pensar que aquela coisa boa que tu sente ao ver aquele menino passando, é amor? Você já olhou seu reflexo hoje?

Talvez nem tenha percebido como seu cabelo está ainda mais lindo e como o seu sorriso faz as pessoas ficarem curiosas para saber o porquê de tamanha felicidade.

Aposto que você não reparou em como aquele vestido que você tanto queria, ficaria lindo em você. Tu desviou a rota pelo medo de se olhar no espelho e não enxergar o que queria. O que você quer enxergar? O que realmente você quer enxergar?

Deixa eu te contar algumas coisas sobre mim.

Em alguns momentos eu não podia nem mesmo passar em frente a um espelho. Eu me olhava e criava umas coisas loucas. Achava defeitos em mim que nem sequer eu tinha. Desenhava quilos a mais, criava espinhas e todas essas “imperfeiçoes” que eu via nas revistas e blogs.

Por anos procurei amor em todos os lugares, atrás de quadros, em praças. Pesquisei na internet o que era preciso pra chegar a um amor verdadeiro. Meu horóscopo dizia que eu ia encontrar o tal príncipe encantado em 15 dias. Mal sabia eu, que o amor que eu tanto procurava nas pessoas, estava em mim.

Sim, ele estava escondidinho, só observando tudo que eu fazia pra me sentir feia. Eu entendi que para as outras pessoas me amarem eu precisava me amar… Antes de tudo eu precisava me admirar, descobri em mim uma menina que eu nunca tinha visto nos espelhos. Eu descobri uma menina linda, cheia de sonhos e com um coração enorme.




Por anos e anos deixei essa menina trancada, porque acreditei que a real beleza de uma mulher era o corpo perfeito, ou o sorriso mais branco. Talvez a pele mais lisa. Escondi a menina maravilhosa que existia em mim, atrás de roupas apertadas pra emagrecer, atrás de lagrimas quando aquela saia não me servia ou quando levava um fora na balada porque minha amiga era mais bonita que eu. Eu nunca nem percebi que se mostrasse a menina maravilhosa que eu tinha dentro de mim eu seria linda de verdade.

Agora me escuta: Eu ainda estou em uma fase de evolução de amor. Aprendo a me amar a cada dia, sem me importar muito com a opinião dos outros. Eu aprendi a me querer mais, aprendi a me conhecer, descobri que amo batom vermelho e que aquela saia fica linda em mim.

Descobri que o amor próprio é um remédio maravilhoso para resgatar uma auto estima. Menina, solidão não se cura com o amor das outras pessoas. Solidão vai embora quando você resolve mostrar a ela todo o amor próprio que você tem. Menina, olhe pra você, olhe o quanto é linda, sim todas nós temos defeitos, defeitos esses que valorizam ainda mais a sua beleza.

Menina, a real beleza, aquela que faz as pessoas te amarem de verdade, essa você não vai enxergar olhando em um espelho. Essa beleza, menina, é o que você é, o que você quer, essa beleza é você.

Menina, sabe o romance que eu te recomendo?

O seu próprio, porque esse amor, é pra todo o sempre.

Conheça teu coração enorme e se ame por dentro, se ame em cada cantinho, se ame menina. Porque o verdadeiro amor fica ainda mais lindo quando chega e descobre que você se ama. O amor fica ainda mais lindo quando encontra uma casa florida e cheia de sorrisos. Sorria menina, e diga “dane-se” ao mundo todo, diga a todos que seus defeitos te fizeram encontrar a beleza que eles não enxergavam…

Sorria menina, porque você descobriu que o que tanto procurava, estava em você, aquele tal do amor.

Diferente do egoísmo, o amor próprio vem para mostrar que quando você sorri para alguém, o dia daquela pessoa fica mais bonito. Vem para mostrar, que quando você se ama, o amor das outras pessoas vem rapidinho. Quando você se ama, não há espaço para padrões e nem pessoas chatas.


Leia também esse texto, você vai AMAR com certeza: Você superou tudo tão rápido

Saiba um pouco mais a respeito da Bia Civa clicando aqui.

Eu também sou colunista de outros blogs, dá um pulinho lá para conferir: Que Me Transborde / Superela /  Recalculando a Rota.

Bia Civa

Bia Civa, 19 anos, mora em Mato Castelhano/RS, canceriana, apaixonada por livros, música e violão, gosta das coisas simples da vida, um abraço apertado, um perfume, um beijo ou até mesmo um aperto de mão.

Um comentário em “Você é o amor que tanto procura nos outros

Os comentários estão desativados.