O tempo passa e a vida dá algumas voltas

O tempo passa e a vida dá algumas voltas.

Eu não sei de muitas coisas nessa vida… Sei apenas que o tempo passa, a vida dá algumas voltas, os fatos viram histórias e as histórias viram lendas… E nunca encontramos as respostas para tantos porquês.

Mas eu sempre soube de uma coisa na minha vida: Eu sempre te amei. Eu sei, isso é muito clichê e estranho para você, mas é a verdade. Eu te amei desde o dia em que nos conhecemos, desde o primeiro sorriso, o primeiro beijo ou a primeira vez que me abraçou. Ao seu lado eu sentia o meu coração acelerar e a minha respiração falhar.

Os dias que passei ao seu lado foram mágicos e me fizeram a pessoa mais feliz do mundo.

O chato, meu caro, é que tudo passa. Nossos dias bons passaram a ser ruins, nossas boas conversas passaram a ser brigas e você começou a se interessar por outras mulheres. Você afastou o seu caminho do meu. Talvez seja exagero ou desespero meu, talvez seja a dor de saber que algumas pessoas estavam certas quando me diziam: NÃO VAI DAR CERTO.

Eu tento encontrar qualquer coisa nisso tudo que faça eu me arrepender, mas não consigo! Não enxergo nada de errado em você… Nem o beijo, nem o abraço, nem o seu cheiro de café forte à tarde… Eu ainda sinto fala das nossas mãos entrelaçadas. E isso me deixa louca! Louca porque o erro deve ter sido meu. Mas o meu orgulho não me deixa admitir isso.

Eu deveria ter te entendido melhor, devia ter te interpretado melhor, ter te amado mais ou algo do tipo… Eu poderia ter sido melhor para você, não é?

Querido, essa é a minha última carta para você. Depois dessa vou desaparecer da sua vida, vou deixar o vento me levar para onde quer que ele vá e vou esperar pelo melhor… Tenho comigo as melhores canções no bolso, aquelas você me recomendou.




Só vim dizer que o tempo que vivemos juntos e os carinhos que você me deu foram perfeitos… Que nossos debates foram insanos. E depois de tudo isso que vivemos eu não consigo deixar de amar você, não consigo não lembrar da sua mão na minha cintura enquanto dançávamos, do seu rosto colado no meu no nosso primeiro beijo. Aquilo era tão novo para mim, mas em você parecia algo tão simples.

Não sei o que dizer sobre o que vou fazer agora. Rompemos, querido, e eu ainda me obrigo a pensar no que fiz.

Talvez tenha sido tudo culpa minha, porque você é complexo demais para mim. Talvez eu precise acordar mais cedo para romper os sonhos com você. Talvez eu precise de um café mais amargo para esquecer os doces saboreamos juntos. Talvez eu precise encontrar algo no “nós” que tenha sido errado, eu preciso encontrar algo em que erramos. Talvez eu tenha que parar de te amar. Talvez eu precise de novas regras e parar de querer te ligar ou ser sua amiga.

Talvez eu tenha que superar.

Isso tudo me vem à cabeça enquanto escrevo esse simples recado para dizer que ainda te amo e que nunca vou conseguir me livrar disso. É como dizia aquela música que você odiava: “Quando eu estiver morto, suplico que não me mate, não de dentro de ti.”

Eu vou relembrar de todos os momentos até a minha morte. E esse clichê é a única coisa que eu sei direito nessa minha vida. A minha casa não é mais minha sem você, o meu quarto não tem mais seu cheiro, e a minha cama parece vazia sem te ter do meu lado. Minha cozinha parece estranha sem o seu jeito de fazer café e eu nunca mais coloquei aquela playlist que fizemos depois que tudo começou.

Mas agora, ao ouvir aquela música poética novamente…. É, eu sei que ainda vou chorar muito enquanto lembro de “nós”, mas vai ser melhor assim.

É, talvez eu tenha que aprender a fazer café do meu jeito .Talvez eu deva deixar a janela aberta para o Sol me acordar bem cedo, talvez eu deva esquecer essa história toda de reconhecer algo de errado no que vivemos e apenas viver o meu agora.

Talvez eu ainda precise de você. Talvez eu ainda te queira mais do que antes. Mas isso já é mais um fato do meu pequeno diário mental, eu preciso de você ainda…

Porque eu ainda te amo.


Conte sua história, deixe sua opinião ou seu desabafo nos comentários abaixo, vou respondê-los com todo carinho <3

Se você gostou deste texto da Tiffany Guimaraes, leia este aqui, você vai AMAR com certeza: Se for pra ser, seremos

Eu também sou colunista de outros blogs, dá um pulinho lá para conferir: Que Me Transborde / Superela /  Recalculando a Rota.

Tiffany Guimaraes

Tiffany Guimaraes paulistana, dona do blog Mundo Aleatório; Ama a leitura e a escrita desde que aprendeu a ler. Apaixonada por animais e poemas, sonha em cursar Jornalismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *