Precisava mesmo mentir para mim?!

Precisava mesmo mentir para mim?!

Quando conheci você, pensei comigo mesma: “Agora vai, agora vai dar certo!”. Mesmo escutando todas as pessoas dizendo que tu era o cara errado… Mesmo quando uma voz dentro de mim pediu para que eu pulasse fora, mesmo assim eu apostei. Apostei alto por sinal.

Apostei em você com todo o meu amor.

Em poucos dias já imaginava um futuro inteiro contigo. Pensei sinceramente em me declarar e ficar ali nos teus braços… Somente ficar ali fazendo morada naquele teu aconchego.

Queria mesmo era colorir nossa casa, pintar as paredes de azul, navegar nos verdes dos teus olhos e me deixar invadir por todo aquele sentimento maravilhoso chamado amor.

Queria flutuar em seu cheiro.

Pensei em te esperar depois do trabalho com um café quente e um pedaço do seu bolo favorito. Pensei em fazer rima com nossa história. Pensei em escrever e cantar. Pensei em gritar para todo mundo que nós tínhamos sim dado certo e que seríamos felizes.

Fiquei te desenhando na minha mente, sentindo o teu perfume… Meus pés saindo do chão…

Pensei em correr para os seus braços, em te beijar loucamente e sorrir, te fazer ficar intrigado, te fazer ficar, ficar de uma vez.




Pensei tanta coisa em relação a nós dois, mas não chegamos nem a ser um casal. Você acabou com todo o encanto quando, no meio da nossa história, mentiu.

Mentiu e me feriu.

Continuar negando só me faz perceber que nosso relacionamento não duraria, pois mentira não é uma base forte para um amor. Mentir para alguém que te ama é desamor… Desamor por você mesmo e por alguém que faria de tudo para te fazer feliz.

Eu me perguntei inúmeras vezes se a pessoa que me abraçava era você mesmo ou somente alguém que eu queria que você fosse. Alguém que meu coração inventou.

Eu estava começando a te amar…

E percebo que o erro não foi acreditar em ti, mas sim a sua insistência nas mentiras.

Você acabou com toda a minha imaginação e planos, acabou com o que nem começou direito. Deixou aqui somente a insegurança e a certeza de nunca mais querer te ver. Me deixou aqui com dúvidas profundas sobre o amor. Dúvidas que um dia, quem sabe, alguém vai responder.

E se realmente não responder, eu mesma respondo. Respondo com tudo que aprendi.

O verdadeiro amor, aquele que dura para sempre, esse você não encontra em mentiras e sim na verdade mais absoluta de todas. Você encontra naquela verdade chamada “Estou aqui para tudo o que precisar, inclusive quando precisar de mim”.

Pode ir e mentir para outras pessoas. Prefiro me afastar de você, prefiro acreditar que você nunca deve ter experimentado o real e doce sabor de amar alguém. Aliás você nunca nem amou. O amor não tem morada em corações mentirosos.

O amor não cresce na mentira. Assim ele fica pequeno. E eu tenho o maior amor do mundo, portanto mereço um que preencha cada espacinho em mim.


Deixe sua opinião, conte sua história ou seu desabafo nos comentários abaixo, vou respondê-los com todo carinho <3

Leia também esse texto, você vai AMAR com certeza: Você superou tudo tão rápido

Saiba um pouco mais a respeito da Bia Civa clicando aqui.

Eu também sou colunista de outros blogs, dá um pulinho lá para conferir: Que Me Transborde / Superela /  Recalculando a Rota.

Bia Civa

Bia Civa, 19 anos, mora em Mato Castelhano/RS, canceriana, apaixonada por livros, música e violão, gosta das coisas simples da vida, um abraço apertado, um perfume, um beijo ou até mesmo um aperto de mão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *