o seu amor e tudo o que quero levar para a minha vida hugo ribas
Textos dos colaboradores

O seu amor é tudo o que eu quero levar para a minha vida

O seu amor é tudo o que eu quero levar para a minha vida

Não me lembro exatamente quando tudo começou… É meio complicado, porque são muitos momentos a serem lembrados.

Mas sei que nos encontramos nos meus dias de mundo sem cor, de dor e mágoa. Sei que nos vimos quando eu me sentia perdida, sem motivo para viver.

Lembro de termos saído para um parque, de termos nos encontrado numa cafeteria, num shopping. O que mais ficou gravado na minha memória é que juntos tudo era folia, tudo era alegria. Não importava a estação, o dia, o mês ou a entrega daquele relatório de vinte páginas de sociologia. Nós vivíamos o presente.

Os ventos passaram, as mágoas também e eu me senti bem para viver a minha alegria. Acordar cedo, ir te encontrar talvez, ou apenas viver a minha rotina.

Sonhei contigo, foi um sonho perdido na minha memória solta e rica. Sorríamos, sonhávamos com nossas mãos entrelaçadas e dançávamos ao nosso som.

Eu sou feliz ao seu lado. Essa é a minha única certeza. Seus olhos pintaram o meu horizonte sutilmente, seus abraços preencheram o meu vazio e consequentemente meu coração tornou-se seu.

Nós dançamos mil danças, sonhamos mil sonhos e aproveitamos mil presentes. Nenhuma poesia descreveria o jeito que o som nos embalava, fazendo-nos sorrir sorrisos bobos e gritar refrões para estranhos.

Nenhuma música descreveria no sentido certo a batida dos nossos corações juntos. Nada mostraria na forma mais perfeita a melodia mágica que nos fazia “NÓS”.

Eu acredito que cada pessoa tenha uma outra que a faça feliz. eu acredito que cada pessoa tem uma alma gêmea que precisa ser encontrada.

Eu me sentia feliz por dizer que a minha já tinha nascido, mas que eu não a conhecia. Hoje eu sou muito mais feliz por saber que já conheço a minha alma gêmea.




Não me canso de passar na minha mente as suas desculpas bestas para colocar a mão no meu queixo e puxa-lo para si.

Não me canso de lembrar do dia em que você me jogou na piscina logo após um banho reforçado por conta da praia.

Não me canso de repassar na minha cabeça cada beijo, cada abraço que trocamos enquanto ouvíamos uma banda que eu amava e que você odiava… A minha companhia valia a dor de ouvido no final do show, não é mesmo?

Não me canso de lembrar o dia em que conheci seus pais… Eles se assustaram com a minha tranquilidade. Lembro-me também do dia em que começamos a cantar muito alto em plena avenida às 3 da madrugada.

Meu amor, tudo conosco é folia. Tudo que tem nosso nome assinado embaixo tem carinho e muitas risadas.

Sempre que vivemos algo, é inesquecível! Não precisa ser um evento grande, um jantar chique ou uma comemoração enorme; é só olhar para os seus olhos que eu já sei que vai valer a pena.

Coisas como o amor, não precisam ter explicação… São coisas complexamente simples, que tocam os corações de forma tão sutil. Você pode nem conhecer a pessoa direito mas vai criando um carinho especial por ela.

O amor é singelo, mas ao mesmo tempo é muito rico, é muito louco, é muito único.

Não precisa ter mil beijos durante um passeio, não precisa ter mil abraços ou mãos em toda parte. Se é o amor que domina a relação, um simples entrelaçar de mãos já tem um significado imenso. Um simples abraço já tira o fôlego e um sorriso desmancha o seu coração.

O amor é uma única nota repetitiva dentro de um compasso da música toda. Ele vai se repetindo e desencadeando outras notas que vão formar a melodia.

O amor vai desencadear o abraço, o carinho, a paz, a amizade, o beijo, o companheirismo e mais mil outros sustenidos e bemois numa só melodia que não acaba.

O amor é uma coisa maravilhosa! É lindo, é clichê mas é um clichê vivo no coração das pessoas.

Por fim, o amor é a escrita, a melodia, a dança, a pintura que eu quero levar para a minha vida. O seu amor é tudo o que eu quero levar para a minha vida.

A cada ano vou olhar o que se passou, ver as crises e perceber como o amor trabalhou sutilmente do nosso lado para sermos felizes.

O amor é contagiante!


Deixe sua opinião ou seu desabafo, conte sua história nos comentários abaixo, vou respondê-los com todo carinho <3

Se você gostou deste texto da Tiffany Guimaraes, leia este aqui, você vai AMAR com certeza: Eu me afastei… E isso me fez bem

Eu também sou colunista de outros blogs, dá um pulinho lá para conferir: Que Me Transborde / Superela /  Recalculando a Rota.

Tiffany Guimaraes paulistana, dona do blog Mundo Aleatório; Ama a leitura e a escrita desde que aprendeu a ler. Apaixonada por animais e poemas, sonha em cursar Jornalismo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *