Fizemos dar certo

Fizemos dar certo

Lembro bem de como as pessoas diziam que não combinávamos, ou que não daríamos certo.

Que você era muito diferente de mim… Que eu era calmaria demais para você.

Diziam que você não se apegava, que era festa demais e que um não completava o outro.

Mal sabem eles que quando nós estamos juntos, transbordamos.

Diziam que a distância ia nos separar e que nós íamos cansar disso tudo.

Que nossas faculdades nos ocupariam, que faltaria tempo.

Diziam que meu tipo físico não ia te agradar, que você merecia uma mulher mais bonita, alguém mais a sua altura.

Diziam que eu não ficaria com alguém que não me aceitasse.

Mal sabiam eles que seus olhos brilhavam quando me viam e que você tem um poço de desejo por mim, mal sabiam também que você é o que eu sempre quis.

Diziam que éramos como todos os casais… Sem graça… Um casal “comum”.

Diziam que eu era romântica demais, idealizava um amor porque lia romances demais.

Mal sabiam eles que você era muito melhor do qualquer príncipe de conto de fadas… E que você só veio para aumentar todo o meu romantismo.

Diziam que você seria infiel, que não ficaria “preso” a mim e que teria todas as garotas que você quisesse.

Mal sabiam eles que você só queria deitar no meu colo e contar histórias para a vida toda.

Diziam que por ser do interior, eu era inocente demais e você me machucaria.

Mal sabiam eles que juntos aprendemos coisas incríveis, um acrescenta ao outro, um quer ainda mais o outro.

Diziam que você não ficaria comigo, porque não sei cozinhar.

Mal sabiam eles que somos muito felizes com você cozinhando. Elas nem imaginam que eu adoro seu tempero e que você não se importa que eu saiba apenas fazer sanduíche.

Diziam e diziam coisas pelo simples fato de acharem que não daríamos certo, mas nós fizemos dar!




Realmente a gente não combinava, mas dávamos certo sim, porque quisemos isso, porque fizemos dar certo.

As pessoas falavam porque não escutavam nossa risada ao assistir um filme, ou as brigas bobas só pra ver o outro sorrir no final. Elas não imaginavam que eu sabia até sua cor favorita ou a primeira musica que toca no seu carro assim que você entra e liga o som.

Eles nem imaginam o quanto seu cheiro é bom e o quanto ele fica em todas as minhas roupas.

É incrível a maneira como você chegou e tomou conta de tudo, sem ligar para o que os outros diziam. Você se tornou o que meu coração tanto procurava.

É meio louco tudo o que ignoramos… As pessoas diziam que não duraríamos uma semana… Acabamos provando para nós mesmos que fazer dar certo vai da vontade de cada um, vai do que cada um sente.

As circunstâncias em que nos encontramos rende muita história até hoje.

Era uma noite fria, eu saí para olhar a lua, um costume meu. Olhei para a rua e vi aquele cara tremendo de frio, não pensei duas vezes e me aproximei. Você me olhou nos olhos e eu senti que eu era sua esperança.

Quem diria que um cara que eu jamais havia visto, faria com que eu me apaixonasse em alguns minutos.

Então eu te dei um casaco e perguntei se você estava bem, você sorriu, um sorriso tímido de alguém que pede desculpas.

Sentamos no sofá e começamos a conversar, descobri que você não tinha para onde ir, perguntei se você queria uma chance de começar de novo, confiei em um desconhecido e me surpreendi. Você mostrou que valia a pena acreditar em você.

Toda vez que conto essa historia para as pessoas, elas se assustam, espantadas por eu ter me apaixonado e confiado tanto em alguém que apareceu do nada.

Digo a elas que meu coração mandou eu fazer isso, eu obedeci e ganhei o presente de ter um grande amor.

Foi arriscado sim, arrisquei me machucar, me magoar, arrisquei magoar outra pessoa…  mas tenho a total certeza de que acertei “bonito” em meio a tantas escolhas erradas que já fiz.

Entre todos os meus erros, ele foi o acerto.

Enfim… Entre tantas coisas erradas, nós fizemos dar certo algo improvável: O nosso amor.


Deixe sua opinião, conte sua história ou seu desabafo nos comentários abaixo, vou respondê-los com todo carinho, afinal de contas todos nós temos as nossas doçuras e amarguras dentro do coração <3

Leia também esse texto, você vai AMAR com certeza: Se está dando certo, será que vai dar errado?

Saiba um pouco mais a respeito da Bia Civa clicando aqui.

Enfim, eu também sou colunista de outros blogs! Então, dá um pulinho lá para conferir: Que Me Transborde / Superela /  Recalculando a Rota.

Bia Civa

Bia Civa, 19 anos, mora em Mato Castelhano/RS, canceriana, apaixonada por livros, música e violão, gosta das coisas simples da vida, um abraço apertado, um perfume, um beijo ou até mesmo um aperto de mão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *