Amor de fã

Amor de fã

Ser grato, agradecer.

Falar sobre gratidão, consequentemente me faz lembrar de amor.

Resolvi então escrever sobre algumas histórias de fãs que traduzem bem o sentimento de gratidão.

Sonhar com o abraço do ídolo, com o aconchego de um cheiro, com um toque ou com um simples olhar… Gestos que te façam pular de alegria e agradecer.

Lendo sobre isso, percebi que o amor de fã é julgado como infantilidade e até loucura, mal sabem as pessoas que é um dos melhores sentimentos que existem. Amar sem pedir nada em troca, amar sem medidas nem tamanhos. Amar cada dia mais… E mesmo que sem querer, receber o amor em dobro, triplo.

Então fui até algumas fãs e fiz a seguinte pergunta:

PORQUE VOCÊ É GRATA?

Recebi as seguintes respostas:

Leticia Marcondes- Santa Branca (SP)
“Falar sobre gratidão é algo muito indescritível. Sinto uma paz no coração que gostaria de retribuir à altura. Minha história como fã envolve muito esse sentimento. Amar alguém que ‘não te conhece’ assim como muitos apontam, não é nada fácil, não escolhemos sentir isso e às vezes chega a doer. A distância maltrata, mas o bem que ele me faz é muito maior. Passa tranquilidade e paz, coisa que nenhuma outra pessoa me passa.

Luto com todas as minhas forças para poder estar com ele, muitas vezes passando por coisas que ninguém de fora iria admitir. Mas sabe de uma coisa? Vale a pena! O sorriso do meu ídolo compensa e isso me move. Todos os dias eu olhava para o céu e perguntava a Deus por que ele havia esquecido de mim… Por que meu abraço não chegava?! Eu era tomada por sentimentos ruins. Era só a música tocar no meu fone que tudo isso passava.

Parece estranho pra quem lê e para quem nunca sentiu isso, mas é como se Deus o usasse para falar comigo, como se naquele momento eu recebesse um abraço verdadeiro e ouvisse um: ‘não quero te ver chorar, seu momento está próximo, estou preparando tudo com muito amor, estou aqui’. Depois de 9 anos, pude realizar o meu sonho. Consegui o tão esperado abraço e vi que nada, realmente, nada é impossível.

Antes dessa realização eu tive dois shows que não deram certo, estava agoniada. Mas receber aquela ligação, foi a melhor coisa do mundo. Vi ali que Deus não esquece mesmo de seus filhos. Era um ‘chegou a hora filha’. Não tenho palavras para descrever como é abraçar quem você tanto ama, é como se você ansiasse por aquele cheiro, como se ele fosse tudo que você precisasse. Todos os dias eu olho para o céu e agradeço, por tudo.”




Júlia Silva- Otacilio Costa (SC)
“Um dia me falaram que Deus não coloca um sonho no nosso coração que seja impossível de ser realizado. Às vezes ele demora anos para se concretizar, às vezes uma semana, um dia. Sempre tive o sonho de ver meu cantor de perto, nem que não conseguisse o tão sonhado abraço, um toque já estava de bom tamanho. O que importava mesmo, era que eu queria estar perto, sentir a presença.

Certo dia, me deram a noticia de que ele estaria na cidade vizinha, o show seria um dia antes do feriado. Tinha tudo para dar certo, conversei com meus pais, convidei uma amiga e a partir daquele dia fomos atrás dos ingressos, cartazes, roupas, entrada para camarim, caixas e algum agrado para ele. Dois dias antes do meu show, a central de fãs publicou que ligaria para as meninas escolhidas para o camarim e também para a caixa que ficava em cima do palco.

Meu celular não tocava e as esperanças foram embora. Minha amiga foi sorteada. Eu fiquei muito triste, acreditei que não seria daquela vez que meu sonho se realizaria. Chegou o grande dia. Chegamos lá 4 horas antes do show começar. Fiquei um tempão na fila. Coloquei a pulseira da área vip, corremos até a grade e ficamos lá até o horário combinado para as sorteadas irem para camarim e caixa.

Trinta minutos antes do show começar, o responsável apareceu. Minha amiga conversou com ele e tentou convencê-lo a me deixar ir com ela, sem sucesso é claro. Minha amiga foi e eu voltei para a grade. Recebi uma mensagem da minha amiga dizendo para eu ir perto do lugar onde ela tinha ganhado a pulseira. Faltavam 30 minutos. Recebi outra mensagem dizendo que elas estavam indo para o palco, meu coração estava disparado.

Do nada um homem da produção apareceu, começou a escolher algumas meninas que estavam com cartaz. Não perdi tempo e pedi: ‘Me leva pelo amor de Deus’. Ele olhou no fundo dos meus olhos, pegou no meu pulso e me levou até a lateral da grade. O segurança me pôs para dentro. Cheguei na caixa e abracei minha amiga, o show começou, as cortinas se abriram. Toquei na mão dele.

Isso só me faz repetir ainda mais: Não desista, não dê ouvidos às pessoas que querem te por para baixo. Você é forte. Acredite em seus sonhos, sempre com Deus na frente de tudo, pois só quem sonha consegue alcançar.”

Mariana Ferreira- icó (CE)
“Faz 9 anos que sou fã, nunca tive muitas oportunidades de ir em shows. Deus vem me surpreendendo de uma maneira incrível. Ano passado fui ao meu primeiro show. Embora eu não tenha ganhado camarim, foi uma realização e tanto. Amanhã irei a mais um show. Agradeço a Deus por ter colocado esse amor em meu coração, embora eu nunca tenha abraçado o meu ídolo.

Apesar das dificuldades, sempre agradeço por esse amor. Esse amor já me ajudou a enfrentar situações difíceis. Então sou grata por ser fã de um ser humano incrível, que a cada dia me mostra o quanto vale a pena amá-lo e lutar por seu abraço.”

Beatriz Campos- Itapecerica da Serra (SP)
“Fui ao meu primeiro show em 2012, na época eu tinha quase 12 anos, nunca havia sido fã de alguém. Saí daquele show diferente. Naquele dia ele plantou em mim uma sementinha do amor, que só vem crescendo. Eu acho engraçado que um amor que começou na infância dure tanto tempo. Já passei por varias coisas e mesmo estando longe dele, é através das suas músicas que ele fica comigo.

É um sentimento tao único que eu não consigo sentir por mais ninguém. Só ele está aqui, só ele faz meu coração acelerar com apenas uma notificação. Só ele toma conta de mim, como ninguém nunca tomou.”

Enfim, todos esses relatos, para mim, simbolizam gratidão… Sentir todo esse amor e agradecer, considerar-se privilegiada por senti-lo.

Gratidão está nas pequenas coisas, está em sorrir, gargalhar, ter um bom coração e sentir a pureza das palavras. Está em escrever histórias e poder agradecer.

Então seja grato apenas por sentir amor.

Seja grato pelo amor, seja ele como for.


Deixe sua opinião, conte sua história ou seu desabafo nos comentários abaixo, vou respondê-los com todo carinho, afinal de contas todos nós temos as nossas doçuras e amarguras dentro do coração <3

Leia também esse texto, você vai AMAR com certeza: Se está dando certo, será que vai dar errado?

Saiba um pouco mais a respeito da Bia Civa clicando aqui.

Enfim, eu também sou colunista de outros blogs! Então, dá um pulinho lá para conferir: Que Me Transborde / Superela /  Recalculando a Rota.

Bia Civa

Danúbia Civa, 21 anos, mora em Mato Castelhano/RS. Gosta dos romances mais doces e dos livros mais clichês. Apaixonada por sentir ao extremo, de preferência o amor. Gosta de sonhar, das coisas mais simples e dos perfumes mais marcantes. Uma garota clichê que adora viver, ler e escrever romances.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *